sexta-feira, 22 de abril de 2011

MONTADO OU APEADO

Na humorística democrática só agora é que houve a lembrança de ao fim de tantos anos de se começar a defender este nosso património alentejano. Como se o turismo não fosse um dos cinco negócios mais rentáveis do mundo....

Chiça !!! Foi muita tarde. Que se fez muita tarde e se perdeu muito do que um dia foi nosso e muita querido nos foi deixado e nos deu o ser e nos podia unir cada vez mais como povo.

Medida muita promocional. A medida é muita grandiosa. Ela apenas peca por ser muito tardia. Está perdido todo um património. O pouco que resta muito abandonado. Mas ela peca ainda mais por ser tardia até que venha a ser implementada.

Fogo, mas que país é este que nem sequer respeita a sua história... Ou todo um seu passado? Na campina é demais. Só lhe dá Belver. Na campina de uma terra chamada Comenda a coisa será adulterada e branqueada e apenas para o inglês ver...

Não tem nada.
Não sabe sequer onde fica lá o seu Castelo ou lá o seu Castro...

Fogo! Dá o nome a uma Rua e não sabe sequer quem foi a personagem ou lá o nobre Advogado. E nem sequer quer saber. Nem sequer está interessado o político da praça.

Fogo!
Que país é este que nem sequer respeita a cultura do seu passado.

Não sabe o blog como está o andamento da coisa.

Mas o blog não sabe como está o andamento da coisa e se A Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e mais o seu projecto de candidatura do "montado" alentejano a Património Mundial, junto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco),  o mesmo já avançou ou se ainda está no papel para valorizar todo um ecossistema “único no mundo” e que pode contribuir para a afirmação turística desta região que é o nosso alentejo..

Mas o caro Ceia da Silva presidente da mesma organização, sublinha que “o montado é, em si próprio, a identidade mais expressiva do território do Alentejo, porque o montado só existe no Alentejo, não existe em mais nenhuma parte do mundo”.

E, quando falamos de montado, queremos valorizar, não só a sua expressão paisagística, mas também a sua ligação à gastronomia, à maneira de ser alentejana, à nossa hospitalidade e maneira de vestir, às ricas tradições culturtais da região”, acrescentou ainda."

Não sabe o blog como está a coisa ou se a dita está indo em boas águas. Apenas sabe meus caros, pessoal do mundo e sem barreira, este concelho de Gavião é apenas apeado e não "Montado"...